Mídias Sociais

Antecipando tendências: saiba mais sobre os 'cool hunters'

Em um mundo onde virais ditam os assuntos nas rodas de conversa e os memes dominam as redes sociais, estar por dentro do que é cool tornou-se essencial para a carreira de muita gente, especialmente para quem trabalha criando comunicação. Mas você sabia que existe um profissional especializado em antecipar esses fenômenos de popularidade?

O nome da profissão não poderia ser mais sugestivo: cool hunting. Na prática, o cool hunter tem, literalmente, a tarefa de “caçar” o que está prestes a virar febre. Das passarelas de moda a um assunto mobilizador de uma mesa de bar: tudo pode servir de brecha para um cool hunter captar o que pode virar uma tendência. Fato que exige muita sola de sapato, conhecimento prévio e senso de observação.

Ouvida pelo portal Exame.com, a cool hunter Sabina Deweik, que tem 12 anos de experiência, disse que cool hunter é um pesquisador que observa em 360 graus o que está acontecendo de novos comportamentos em uma determinada região. A grade diferença para as pesquisas de mercado tradicionais é que a sociedade vira alvo de um estudo que antes era restrito apenas ao mercado. Ou seja: comportamento humano, lugares, manifestações culturais e os projetos ou produtos que impactam a cidade são observados. Um exemplo claro disso, em São Paulo, foi a lei Cidade Limpa, que impactou a maneira como as empresas iriam fazer publicidade. 

A rotina é pesada: 40% do trabalho é no campo, tirando fotos, levantando hipóteses. E não há muita margem para erros. "Depois do mapeamento, você desenvolve um relatório com base no que observou e não pode fazer interpretações erradas. Não pode afirmar que é uma tendência algo que vai durar apenas um ano", explica Sabina. E para quem está achando que ser 'hipster' já é suficiente, um aviso: "Tem uma glamourização muito grande da profissão. Não é bem assim. [Mas] quanto mais você teve contato com as coisas por viagens, leituras e cursos, mais repertório terá para fazer este tipo de trabalho".

Para quem está pensando em investir na carreira, Sabina aconselha: "Tem que ser uma pessoa curiosa, observadora, com uma atitude de tolerância e capacidade de comunicação. A carreira é um estilo de vida. Quer dizer, é mais que isso. É uma forma de ver o mundo", enfatiza a cool hunter.

Para entender mais o cool hunting e se preparar caso queira entrar no ramo:

por 21 jun 2012
Sobre o blog

Conteúdo sobre tecnologia, social media, design, fotografia e também dicas e novidades que ficamos morrendo de vontade de compartilhar com o resto do mundo: esse é o #BlogA2.

Facebook
comments powered by Disqus -->